domingo, 30 de agosto de 2009

FELICIDADE

Os pais podem dar alegria e satisfação para um filho,
mas não há como lhe dar felicidade.

Os pais podem aliviar sofrimentos enchendo-os de presentes,
mas não há como lhe comprar felicidade.

Os pais podem ser muito bem-sucedidos e felizes,
mas não há como lhe emprestar feliciade.

Mas os pais podem aos filhos
Dar muito amor, carinho, respeito,
Ensinar tolerância, solidariedde e cidadania,
Exigir reciprocidade, disciplina e religiosidade
Reforçar a ética e a preservação da Terra.

Pois é de tudo isso que se compôe a auto-estima.
É sobre a auto-estima que repousa a alma,
E é nesta paz que reside a felicidade.

(Dr. Içami Tiba)

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

PERGUNTA-SE...




Num congresso sobre vida sustentável a pergunta vencedora foi...


"Todo mundo 'pensando' em deixar um planeta melhor para nossos filhos...


Quando é que 'pensarão' em deixar filhos melhores para o nosso planeta?"

domingo, 9 de agosto de 2009

LEI ANTI-FUMO

video

Na última semana entrou em vigor a lei anti-fumo, que regulamenta os locais onde se pode fumar e, principalmente, onde não se deve. Recebi este video, bem interessante, mas quem vai mesmo entender, gostar e relembrar são aqueles que foram adolescentes e jovens na década de 80.

domingo, 2 de agosto de 2009

SINOPSE E REFLEXÃO


"Pedro (Selton Mello) acreditava no casamento, mas foi abandonado pela esposa. Após três meses de depressão e isolamento, ele ouve batidas na sua porta. É a mulher mais linda do mundo pedindo uma xícara de açúcar: Amanda (Luana Piovani), sua vizinha. Pedro se apaixona por aquela mulher perfeita, carinhosa, sensível, inteligente, uma amante ardente que gosta de futebol e não é ciumenta. Seu único defeito era não existir."

Um filme simples, mas de uma reflexão intensa e profunda sobre o amor e o amar. Todos temos ideais de felicidade, de companhia, de relacionamento e o importante é acreditarmos nas possibilidades de tornar o ideal real. O filme mostra a sensibilidade necessária para obtermos o amor de nós mesmos, por nós mesmos, para que possamos reconhecer no outro, que existe, a nossa própria existência enquanto ser pronto para amar.
Não existe par ideal, o que existem são pessoas dispotas a um relacionamento em que seja possível mostrar o que somos e podermos, isso sim, nos relacionarmos com o desejo de estar ao lado de quem amamos. O romantismo pode estar presente em nossas vidas, por todo o tempo, para isso é preciso que abramos o coração e nos deixemos levar pela deliciosa sensação de amar.
Vá ver o filme e apaixone-se também!!!